“Eu te amo tanto que prefiro não te estragar. Adeus.”
Eu me chamo Antônio. 

“sou egoísta:
faço por mim mesmo
para salvar o que restou de
mim.”
Bukowski. 

“Para mim, atualmente, companheirismo e lealdade são meio sinônimos de felicidade.”
Caio Fernando Abreu. 

“Sorrir às pessoas que não gostam de mim, para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam. Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar. Aprender com meus erros, afinal eu posso ser sempre melhor. Ter olhos para ver e ouvir estrelas, embora nem sempre consiga entendê-las.”
Charles Chaplin. 

“Seja através de clichês cinematográficos ou de prosa da mais alta qualidade, a verdade universal é que só o amor nos humaniza de fato. Pode-se gostar ou não desta ideia, ela pode ser claustrofóbica pra uns e libertária para outros, mas o mundo dá voltas e voltas e chega sempre neste ponto, o de que o amor é mais importante que o dinheiro, que o sexo, que a beleza, ainda que tudo isso seja ótimo também. Mesmo com uma vida recheada de acontecimentos, se estivermos ocos, não veremos muita graça em nada. Poderemos até parecer inteligentes, modernos, sofisticados… mas só o amor responde às nossas indagações – indagações que podem também ser divertidas, inspiradoras, transgressoras, blá, blá, blá… mas ainda irrespondíveis sem amor. Sem amor, neca. Sem amor, babus. Sem amor, o resto é consolo.”
Martha Medeiros

“Eu tentei ser fria, mas você é tão quente que eu derreti.”
Caio Fernando Abreu 

“Minha voz é horrível. Não sei como você não enjoa de ficar ouvindo ela, e todas as coisas sem sentido que eu vivo falando. Diferente da sua, que é linda. Amo ficar ouvindo, mesmo que seja por pouco tempo. Porque o pouco tempo que eu escuto ela, é o muito tempo que me faz ficar bem.”
Obviously, I love you.  

theme